O MAIS BARATO DE FORMOSA Baixe nosso App e economize em suas corridas em Formosa GO.

Clique aqui e baixe para Android

Link para IOS

Ex-sargento do Exército é preso acusado de espancar e quebrar mandíbula de companheira e ainda fazer piadas afirmando que não seria punido, o caso aconteceu em Planaltina de Goiás

Conforme informações repassadas a reportagem do Jornal da Terra, pelo Delegado Regional José Antônio Sena, um ex-sargento do Exército, de 30 anos, foi preso suspeito de espancar e quebrar a mandíbula da companheira, de 26 anos, em Planaltina de Goiás.

De acordo com o Delegado, o homem ainda fez piadas dizendo que nada grave aconteceria com ele, a mulher teria que “gastar com advogado” por pedir uma medida protetiva.

Por não ter a identidade divulgada, a reportagem não localizou a defesa do suspeito até a última atualização desta reportagem.

A prisão aconteceu na última quinta-feira (29/12), mas a agressão que causou a prisão ocorreu no dia 11 de dezembro, após uma briga em uma festa. A discussão foi interrompida no evento, mas, o homem a espancou quando chegaram em casa.

Na ocasião, após diversos socos e chutes, a mulher ficou desacordada. Em ato contínuo, o ex-sargento ligou para o pai dela e pediu que ele a buscasse e a levasse de lá.

A mulher denunciou o caso no dia 12 e contou à polícia que o casal estava junto há mais de um ano e tem um filho de 4 meses. Na denúncia, a vítima detalhou que sempre que eles brigavam, ou quando ela o contrariava, ele a agredia.

Violência

Conforme informações repassadas a reportagem do Jornal da Terra, após denunciar o companheiro e solicitar medida protetiva, a mulher ficou internada por alguns dia. O Delegado Regional José Antônio Sena detalhou que o suspeito demonstrou descrédito à polícia ao dizer que ele não seria punido pelos crimes.

A mensagem dizendo que a mulher ia “gastar com advogado” foi enviada pelo suspeito por uma rede social. Segundo divulgado, o ex-sargento tentou manter contato com a mulher para que ela alterasse os depoimentos e o beneficiasse.

Histórico e prisão

Após a concessão da prisão preventiva, o Ministério Público entendeu ainda que o ex-sargento teria cumprido também os crimes: descumprimento de medida protetiva de urgência e fraude processual.

A reportagem ainda apurou que, o ex-sargento possui vários registros policiais. Entre eles, um caso violência doméstica contra uma ex-companheira e uma infração em que desacatou e quebrou o braço de um policial militar durante uma abordagem.

O homem foi preso em uma chácara perto de Planaltina e encaminhado para a cadeia pública.

Por: Clícia Balbino de Sousa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O MAIS BARATO DE FORMOSA Baixe nosso App e economize em suas corridas em Formosa GO.

Clique aqui e baixe para Android

Link para IOS

Site de notícias estaduais, nacionais e internacionais. Privando pela isonomia dos fatos.

Terra FM